segunda-feira, 31 de agosto de 2020

UE destina 400 milhões de euros à iniciativa da OMS por vacina da Covid

© Shutterstock

Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia, anunciou nesta segunda-feira, 31, uma contribuição de 400 milhões de euros ao Covax, programa da Organização Mundial da Saúde (OMS) que busca acelerar o desenvolvimento de uma vacina eficaz contra o coronavírus, além de garantir sua distribuição equitativa. A iniciativa também é liderada pela Aliança Global para Vacinas e Imunização (Gavi) e pela Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (Cepi).

"A colaboração global é uma única maneira de se superar uma pandemia. Sob a Resposta Global do Coronavírus e a campanha Global Goal Unite, vimos o mundo se unir como um só. Quase 16 bilhões de euros foram mobilizadores até agora e os pesquisadores e organizações mais talentosos estão unindo seus esforços para fornecer vacinas, testes e tratamentos, que serão nosso bem comum universal", afirmou a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen. Estadão Conteúdo.

Teto salarial de militares opõe Defesa a Economia

© José Cruz/Agência Brasil
Uma nova benesse para militares da reserva tem colocado em lados opostos o Ministério da Defesa e o da Economia. A pasta comandada pelo general Fernando Azevedo conseguiu aval para que integrantes das Forças Armadas com cargo no governo acumulem remunerações acima do teto do funcionalismo - R$ 39,3 mil -, mas a equipe de Paulo Guedes tenta barrar. Em documento obtido pelo Estadão, a área econômica alerta para o possível impacto nas contas que a mudança na regra pode causar e aponta que, desde 2018, o desconto feito no salário de servidores poupou R$ 518 milhões aos cofres públicos.

Previsto na Constituição, o chamado "abate-teto" é um mecanismo que inibe o recebimento de "supersalários" na administração pública. Na prática, ele funciona como uma linha de corte que reduz a remuneração de servidores para limitá-la ao valor máximo permitido, que equivale aos vencimentos de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Só algumas verbas escapam, os chamados penduricalhos, como os jetons por participação em conselhos de estatais, auxílio-moradia, entre outros.

Com o argumento de que corrigiria distorções de militares da reserva que exercem cargos no governo sem receber o salário ou em troca de apenas uma parte, o Ministério da Defesa fez uma consulta à Advocacia-Geral da União (AGU) se poderia aplicar um entendimento diferente para a regra. A pasta argumenta, com apoio dos comandos de Aeronáutica, Exército e Marinha, que o abate-teto deveria limitar cada salário isoladamente. Assim, caso nenhuma das remunerações atinja o teto, o militar poderia recebê-las integralmente.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, por exemplo, vem tendo o salário bruto do cargo, de R$ 30,9 mil, cortado mensalmente em R$ 14,7 mil por causa do abate-teto. Isso porque ele já recebe como tenente-coronel da reserva da Força Aérea Brasileira cerca de R$ 21 mil. Se o novo entendimento estivesse em vigor, Pontes poderia acumular as duas remunerações integralmente e, ao fim do mês, passaria a receber cerca de R$ 52 mil.

E ele nem é o que mais ganha. Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, poderá acumular quase R$ 65 mil brutos apenas com as remunerações básicas. O militar ainda faz parte dos conselhos de administração da Itaipu Binacional e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) - os jetons geram, respectivamente, mais R$ 14,9 mil e R$ 3,2 mil mensais.

Aval

Multidão vai a praias de SP mesmo com restrições

Uma multidão lotou as praias de Santos, no litoral de São Paulo, aproveitando o dia ensolarado neste domingo (30). Imagens obtidas pelo G1 mostram aglomeração em toda a faixa de areia. A flexibilização de praias da região e a previsão de sol atraiu milhares de turistas para o litoral, que lotaram rodovias que dão acesso à Baixada Santista por dois dias seguidos em meio à pandemia do novo coronavírus.
A região tem previsão de sol e temperaturas que chegaram aos 31°C, atraindo moradores e turistas para as praias das cidades. Nos registros é possível observar aglomeração em toda a orla e diversos moradores sem utilizar máscaras.
A população foi vista sem o uso da proteção obrigatória e sem respeitar as medidas de distanciamento social, conforme recomendação dos órgãos de saúde no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
A maior flexibilização das praias têm motivado a ida de turistas às cidades da Baixada. Segundo a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, mais de 190 mil veículos já passaram pelo sistema em direção aos municípios da Baixada Santista.
Em todas as cidades da Baixada Santista a praia está liberada para prática de esportes individuais, assim como banho de mar e esportes na água. A única cidade que permite o uso de cadeiras e guarda-sóis é Peruíbe.
Em nota, a Prefeitura de Santos informa que a Guarda Municipal registrou neste domingo um movimento acima do normal na orla da praia. Os turistas que vieram para Santos devido ao tempo bom, que desconheciam as normas sanitárias da cidade, contaram com a orientação e apoio da GCM.
Segundo a guarda, não houve registro de problemas nas abordagens. A corporação informou que ao todo foram cerca de 922 orientações do mau uso da faixa de areia, 742 sobre o uso da máscara e cinco multas.

Bom dia Petrolândia, bom dia Nordeste, bom dia Brasil!

Bom dia!
É bonito de se vê
Esta imagem especial
O lugar onde nasci
De um povo genial
Lá começou minha vida,
Naquela terra querida,
A minha terra natal

Blog Petrolândia em Foco
Foto/arquivos, Poeta Tony Xavier
Bom dia a todos!